Logo Ivory

Categorias

O que é Clean Code e quais seus benefícios?

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Um cenário muito comum na vida de quem mexe com programação é ter que lidar com softwares que funcionam, mas são extremamente complexos e difíceis de entender. Por isso, foi criada a filosofia de desenvolvimento Clean Code

As técnicas do Clean Code apareceram pela primeira vez em 2008, no livro Clean Code: A Handbook of Agile Software Craftsmanship, do engenheiro de software Robert Cecil Martin, mais conhecido como “Uncle Bob”. O principal objetivo da obra é aplicar técnicas simples que visam facilitar a escrita e leitura de um código, tornando-o de fácil compreensão e revelando a sua real função. 

Continue a leitura deste post e fique por dentro do tema.

O que saber sobre o Clean Code?

O maior problema encontrado hoje é ter que lidar com códigos mal escritos e precisar gastar horas e horas para realizar uma pequena alteração. Isso acontece porque muitos programadores criam seus códigos sem pensar em futuras manutenções. Um dos principais erros que os programadores cometem é acreditar que, uma vez que o código está pronto e funcionando, não precisa mais de revisão. 

Com códigos limpos, os desenvolvedores encontram aplicações de qualidade e fáceis de realizar as manutenções, evitando gargalos. 

Nesse sentido, o Clean Code gera benefícios não somente para a criação de códigos, mas também na produtividade de toda equipe. Visto que, quando um programador tem que lidar com código mais limpo, ele não precisa gastar tempo tentando decifrar desenvolvimentos complexos, fazendo com que ele ganhe mais tempo para se dedicar à manutenção. 

Segundo o autor do livro Clean Code, a proporção de leitura para escrita do código é de 10:1, ou seja, os desenvolvedores passam muito mais tempo tentando entender um código escrito por outra pessoa do que desenvolvendo em si.  

Como escrever um bom código?

Para que o Clean Code seja bem aplicado, é necessário seguir algumas regrinhas. Acompanhe! 

Defina bons nomes

O nome é essencial para o código. Ele deve ser direto e representar bem o que significa, mesmo que isso pressuponha um nome extenso.

Comente somente o necessário 

Tome cuidado com os comentários, pois dificilmente eles serão alterados quando houver uma manutenção do código. Ainda, utilize o DYR: Don’t repeat yourself (Não repita a si mesmo), ou seja, escreva apenas uma representação, evite ambiguidade. 

Crie tratamento de erros

Caso haja alguma falha, é preciso garantir formas de tratá-la.

Faça uma boa formatação 

Cuide da formatação e da indentação do código para melhorar sua legibilidade.

Execute testes limpos 

É preciso testar a aplicação a cada etapa. Para tanto, siga o passo a passo: 

  • Fast: O teste deve ser rápido, permitindo que seja realizado várias vezes e a todo momento;
  • Independent: Ele deve ser independente, a fim de evitar que cause efeito cascata quando da ocorrência de uma falha – o que dificulta a análise dos problemas;
  • Repeatable: Deve permitir a repetição do teste diversas vezes e em ambientes diferentes;
  • Self-Validation: Os testes bem escritos retornam com as respostas true ou false, justamente para que a falha não seja subjetiva;
  • Timely: Os testes devem seguir à risca o critério de pontualidade. Além disso, o ideal é que sejam escritos antes do próprio código. Desse modo, evita-se que ele fique complexo demais para ser testado.

A filosofia do Clean Code veio para ficar, pois é uma prática que facilita bastante a vida do programador. Ela também mostra como um desenvolvedor que se importa com seu código, pode facilitar a vida do próximo tomando alguns cuidados no momento de criação. 

“Grandes programadores não pensam em códigos que serão escritos, mas sim em histórias para serem contadas. A linguagem de programação é apenas a ferramenta usada para contar a história.” Robert C. Martin 

Gostou de conhecer os benefícios do Clean Code? Então, tenha um parceiro que segue esta filosofia na prática em todos os produtos que entrega a seus clientes. Fale com um especialista da Ivory IT!

Veja também

Fale com um consultor

Fale com um consultor